Logotipo BTOCNET
Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

IEFP | Marca Entidade Empregadora Inclusiva

Imagem de destaque - Artigo

Marca Entidade Empregadora Inclusiva

As candidaturas à 4.ª Edição da Marca Entidade Empregadora Inclusiva estão abertas de 2 de janeiro a 1 de março de 2023, inclusive, devendo ser apresentadas no portal IEFPonline.

A Marca Entidade Empregadora Inclusiva destina-se a promover o reconhecimento e distinção pública de práticas de gestão abertas e inclusivas, desenvolvidas por entidades empregadoras, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade.

A Marca é atribuída de 2 em 2 anos, nos anos ímpares.

DESTINATÁRIOS

  • Empregadores que contribuam para a implementação de um mercado de trabalho inclusivo e se distingam por práticas de referência nos seguintes domínios:
    • Recrutamento, desenvolvimento e progressão
    • Manutenção e retoma
    • Acessibilidades
    • Serviço e relação com a comunidade

PROMOTORES

  • Empregadores dos setores público, privado, cooperativo e da economia social
  • Pessoas com deficiência e incapacidade envolvidas na criação de empresas, como empreendedores, ou do próprio emprego

MODALIDADES

Atribuição das seguintes distinções a quem nos 2 anos anteriores ao da candidatura se distinga por práticas de referência abertas e inclusivas:

  • Marca Entidade Empregadora Inclusiva, a quem se distinga num  ou vários dos domínios supra referidos
  • Marca Entidade Empregadora Inclusiva – Excelência, a quem se distinga em todos os domínios

CANDIDATURA

As candidaturas devem ser formalizadas no portal Iefponline nos meses de janeiro e fevereiro dos anos ímpares.

EDIÇÃO 2023

Candidaturas abertas entre 2 de janeiro de 2023 e 1 de março de 2023

Edição anterior

Fonte: IEFP

Outros artigos
OE 2024: vamos relembrar o que mudou?
Orçamento do Estado 2024: o que muda?
Benefícios fiscais ao investimento em Portugal: SIFIDE, REFAI e ICE
IRC: o que é, como calcular e quando se paga?
Automóvel na empresa: vale a pena?
Fusões & Aquisições e a Crise: Qual a Relação?
Compartilhe